Menu
Your Cart
Frete GRÁTIS para compras acima de R$ 200,00
Pague em 5x SEM JUROS no cartão de crédito
GANHE 5% de desconto ao retirar na loja

Aéreas Do Brasil

Aéreas Do Brasil
Aéreas Do Brasil

Autor: Cássio Vasconcelos

Editora: Bei

Idioma: Português
Encadernação: Brochura
Ano: 2014
Edição: 1
Número de páginas: 236
Idioma: Português
Formato: 26,6 X 21,3

R$ 120,00
R$ 96,00
  • Stock: Em estoque
  • Editora: Bei
  • ISBN: 9788578501235
Em 33 anos de carreira, o fotógrafo Cássio Vasconcellos fez da visão aérea um estilo fotográfico singular, capaz de resignificar paisagens de todos os tipos e elevá-las. "Aéreas do Brasil", lançamento da BE editora, apresenta o mais completo panorama de fotografias aéreas de Cássio, feitas desde 1996, que percorrem quase todo o País -com imagens de norte a sul do Brasil. "Aéreas do Brasil" será lançado no dia 17 de maio, 11h, na abertura da exposição homônima, no Paço das Artes. O livro é uma viagem por vários cantos do Brasil, apresentando paisagens e cenas que impressionam pelo imprevisível das formas captadas. Assim, o leitor passa a perceber de forma diferente lugares familiares -como a praia de Ipanema e os arranha-céus paulistanos -e também a reconhecer a beleza em paisagens desconhecidas ou irreconhecíveis, como salinas, dunas do rosado e plantações de laranjas. Com mais de 700 horas de voos como fotógrafo e algumas horas também como piloto de helicóptero, Cássio é autor do maior acervo de imagens aéreas do País. Com introdução do escritor e jornalista Xavier Bartaburu, o livro conta com um ensaio inédito do carnaval paulistano de 2014, mostrando a visão aérea dos vibrantes desfiles das escolas de samba. O projeto gráfico de Helio Rosas apresenta duas capas, com fotos do Rio de Janeiro e São Paulo, numa edição de luxo. "Visto do alto, o mundo revela geometrias imprevistas. Assim, laranjais no interior paulista podem ser tão inesperadamente abstratos como um conjunto de salinas pode transfigurar-se numa estranha cordilheira de concreto. Mas nem tudo, claro, é no litoral potiguar. Da mesma forma como São Paulo, sob a névoa do amanhecer, abstracionismo. Seria condenável até, de certo modo, geometrizar a voluptuosidade das curvas cariocas, por exemplo. Muito menos os contornos que mar e baía se encarregaram de desenhar, desobrigando todo artista de qualquer abordagem que não a contemplação reverenciosa ou o registro complacente. E é exatamente como a lente de Cássio se entrega a essas paisagens." Da introdução de Xavier Bartaburu

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.