(In)visibilidade perversa - adolescentes infratores como metáfora da violência

Indisponível
A autora sustenta que tais adolescentes são sobreviventes de uma história de desigualdade social, ao mesmo tempo em que fetichizam práticas associadas ao poder e a soluções de força inscritas no ethos capitalista. O livro propõe, assim, um balanço sócio-histórico da cidadania escassa da infância e juventude, enquanto elemento ontológico subjacente ao cotidiano de discriminações, privações materiais e violência social.

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Editora: Cortez

Ano: 2007

Número de páginas: 360

Idioma: português


Etiquetas: Mione Apolinário Sales