A formação do espírito científico

A formação do espírito científico

  • de: R$ 62,00
    por: R$ 49,60
    em até 5x sem juros no cartão de crédito. Parcela mínima R$ 5.00.
    R$ 47,12*
     * desconto de 5% na transferência on-line

  • Parcelas no cartão de crédito
    2x de R$ 24,80 sem juros
    3x de R$ 16,53 sem juros
    4x de R$ 12,40 sem juros
    5x de R$ 9,92 sem juros


Pela primeira vez, o leitor de língua portuguesa tem acesso a um dos livros mais importantes de um dos filósofos mais importantes de nossa época. Escrito em 1938, e desde então reeditado em todas as línguas de cultura, "A formação do espírito científico" tem sido adotado em universidades brasileiras sempre a partir de edições estrangeiras ou de traduções de pequenos trechos, veiculados de mão em mão. Tal lacuna do nosso mundo editorial talvez se explique pelas excepcionais dificuldades que cercam a tradução deste livro: não obstante sua clareza e sua beleza, ele usa amplamente textos e conceitos da alquimia, da química e da física dos séculos XVII e XVIII. Foi o desafio que a Contraponto Editora aceitou enfrentar, entregando-o às mãos competentíssimas de Estela dos Santos Abreu, que, quando necessário, recorreu ao auxílio de especialistas para realizar um trabalho à altura da grandeza do autor. A partir de 1940 e até sua morte, Gaston Bachelard (1884-1962) exerceu marcante atividade docente na Sorbonne, onde formou gerações de pensadores que nunca esconderam sua gratidão ao mestre. Escritor admirável, dono de um dos mais belos estilos que a prosa filosófica conheceu em todos os tempos, recebeu em 1961 o Prix National des Lettres. "A formação do espírito científico" se insere numa sequência de obras que marca o período mais criativo do Bachelard "diurno", aquele que pensa o saber científico: "Etude sur l´ évolution d´um problème de physique: la propagation thermique dans les solides" (1927), "Essai sur la connaisance approchée" (1928, também publicado pela Contraponto), "La Valeur inductive de la relativité" (1929), "Le Pluralisme cohérent de la chimie moderne" (1930, publicado pela Contraponto), "Le Nouvel esprit scientifique" (1936), "La Philosophie du non" (1940). A eles se somam os livros do Bachelard "noturno", que se debruça sobre a criação artística, o devaneio, as imagens poéticas, as potências da imaginação. Num e noutro caso, o filósofo não procura estabelecer a relação do saber, produzido pelos homens, com as coisas, mas a relação desses homens com seu próprio saber. Em "A formação...", Bachelard destaca as armadilhas e dificuldades que cercam a descoberta de conceitos fundamentais, a função positiva dos erros nessa gênese ("O espírito científico se constitui como conjunto de erros retificados") e, principalmente, o caráter recorrente e geral de certas resistências ao conhecimento científico. Ao contrário do que se poderia pensar, esses "obstáculos epistemológicos" não pertencem ao passado: "As forças psíquicas que atuam no conhecimento científico são mais confusas, mais exauridas, mais hesitantes do que se imagina quando consideradas de fora (...). Mesmo na mente lúcida há zonas obscuras, cavernas onde ainda vivem sombras. Mesmo no novo homem permanecem vestígios do homem velho. Em nós, o século XVIII prossegue sua vida latente." Justamente porque esses obstáculos ao conhecimento estão presentes dentro de nós e espalhados à nossa volta, e porque sua superação é um desafio que sempre se renova, "A formação do espírito científico" tornou-se um clássico, um texto perene, cujo potencial didático nunca se esgota: ele não nos ensina coisas, nos ensina a pensar.

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Editora: Contraponto

Ano: 2002

Número de páginas: 316

Idioma: Português

Tradutor: Estela dos Santos Abreu


Etiquetas: Gaston Bachelard