Menu
Your Cart
Frete GRÁTIS para compras acima de R$ 200,00
Pague em 5x SEM JUROS no cartão de crédito
GANHE 5% de desconto ao retirar na loja

Maquiavel Pedagogo : Ou O Ministério Da Reforma Psicológica

Maquiavel Pedagogo : Ou O Ministério Da Reforma Psicológica
Maquiavel Pedagogo : Ou O Ministério Da Reforma Psicológica

Autor: Pascal Bernardin

Editora: Ecclesiae

Idioma: Português
Encadernação: Brochura
Ano: 2013
Edição: 1
Número de páginas: 164
Idioma: Português
Formato: 14 x 21
Tradutor: Alexandre Müller Ribeiro

R$ 41,90
R$ 31,50
  • Stock: Em estoque
  • Editora: Ecclesiae
  • ISBN: 9788563160270
Quais são as razões da profunda crise na escola? É possível encontrar uma espécie de vírus no gene de nossa sociedade e de nosso sistema educativo? Podemos concluir que é urgente uma redefinição do papel da escola e de suas prioridades? Inúmeros pais e educadores, testemunham, estupefatos, a revolução em curso.Interrogam-se sobre as profundas mutações que de forma acelerada vêm ocorrendo em nosso sistema educativo. Porém, nenhum governo, seja de direita ou de esquerda, vem à público esclarecer os fundamentos ideológicos dessas constantes reformas no ensino e tampouco se preocupam em apresentar, de forma clara, as coerências e os objetivos dos métodos adotados. Mas ainda que tudo nos pareça muito obscuro, podemos encontrar todas as respostas na filosofia da revolução pedagógica que se expõe, em termos explícitos, nas publicações dos organismos internacionais como a Unesco, a OCDE, o Conselho da Europa, a Comissão de Bruxelas e tantas outras. Apoiando-se sobre textos oficiais desses organismos, Pascal Bernardin mostra detalhadamente que o objetivo prioritário da escola atual não é mais possibilitar aos alunos uma formação intelectual e muito menos fazê-los adquirir conhecimentos elementares. O que se pretende com a redefinição do papel da escola é torná-la nada mais do que o instrumento de uma revolução cultural e ética destinada a modificar os valores, as atitudes e os comportamentos das pessoas em escala mundial. As técnicas de manipulação psicológica, que não se distinguem muito das técnicas de lavagem cerebral, estão sendo utilizadas de forma maciça. Naturalmente, os alunos são as primeiras vítimas

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.
Etiquetas: Pascal Bernardin